Rações Pilotos

5 Passos para começar uma criação de gado de leite

13 de Março de 2020

Ser um empreendedor na criação de gado de leite é uma boa opção de negócio com potencial rentável e baixo investimento inicial, pois é possível começar a realizar esse sonho com um pequeno rebanho, em uma pequena propriedade.

No caso da produção de leite, o alto consumo do país anima quem quer investir e seguir carreira como empreendedor no ramo.

Com novidades tecnológicas e um mercado de exportação de destaque no PIB, o agronegócio brasileiro está em crescimento e de portas abertas para novas ideias na forma de se produzir, processar , conservar e comercializar alimentos.

Atenção para o planejamento

Iniciar um novo negócio sem planejamento, talento e conhecimento do assunto pode ser um risco muito grande para quem quer investir seus sonhos e recursos neste desafio.

Por isso, investir tempo pesquisando e definindo com cuidado cada passo é essencial.

Conhecimento vale mais que dinheiro

Investir em um novo negócio requer conhecimento da atividade, cuidado e pesquisa. Conversar com quem já está no ramo, avaliar o mercado, as tendências, buscar ajuda nos cálculos de investimento e retorno, conhecer fontes de financiamento fazem parte do processo que irá ajudar a tomar a decisão de investir ou não.

Mas se você já se decidiu, é importante começar a estruturar sua pequena propriedade leiteira! Comece pelo começo: Garantir animais saudáveis e leite de boa qualidade sem dúvida são pontos cruciais!

1. Você está qualificado para trabalhar com a produção de leite?

Não dá para arriscar tempo e dinheiro em uma atividade que você nem conhece. “Conhecer o ramo de atividade é fundamental para abrir um novo negócio", segundo o Sebrae.

2. Que espaço você terá para criar seu gado de leite?

Considerando que a criação será de pastagem, é fundamental garantir uma área rural com pasto de qualidade, além de espaço para a construção de curral e estábulo.

Imprescindível também verificar a água disponível e as formas de cercar o terreno para evitar fugas.

O tamanho do espaço depende claro, no número de vacas do seu rebanho. Um terreno de 1 hectare já é suficiente para começar em pequena escala.

3. Faça um levantamento das instalações e equipamentos necessários

Além de construir um curral e um estábulo de tamanhos adequados, é preciso avaliar os investimentos com cochos, bebedouros, equipamentos de transporte e de ordenha, ferramentas e outros recursos necessários para começar.

4. Pronto, é hora de comprar suas matrizes!

Se o negócio é gado de leite, saiba que existem raças mais indicadas para esse fim. Geralmente são animais mais dóceis que facilitam a ordenha, como as raças Pardo Suíço, Guernseys, Holstein ou Jersey.

Adquira o número de casais que você planejou para o seu espaço.

5. Atenção constante com a saúde dos animais e com a qualidade do leite

Animais saudáveis e bem cuidados garantem maior qualidade do leite. Portanto informe-se sobre os melhores métodos de alimentação, prevenção de doenças e conforto do rebanho. Buscar ajuda de um especialista é fundamental.

Além de vacas saudáveis é preciso garantir métodos corretos e higiênicos de ordenha para garantir um leite de qualidade competitiva.

Trabalhar com a produção de leite tem grande potencial lucrativo, porém é preciso conhecer todas as questões administrativas e o manejo de vacas leiteiras.

Facilidades e dificuldades existem como em qualquer setor, mas conhecê-las com antecedência permite antecipar problemas, evitar prejuízos e aproveitar oportunidades.

 

Fonte

Categorias

Contato

(24) 3353.2514

Av. Euclídes A. Guimarães Cotia, 915 - Mirandópolis, Quatis - RJ, 27420-001